Sistema reprodutor masculino

Você está aqui:
Os espermatozoides são produzidos nos testículos
Os espermatozoides são produzidos nos testículos

Curtidas

0

Compartilhe:
Por Vanessa Sardinha dos Santos

O sistema reprodutor masculino produz os gametas masculinos e o hormônio testosterona. Esse sistema apresenta órgãos externos e internos, os quais serão discutidos a seguir.

Órgãos externos do sistema reprodutor masculino

Externamente, o sistema reprodutor masculino é formado pelo pênis e pelo saco escrotal.

⇒ Pênis: O pênis é um órgão responsável pela cópula, formado por tecido erétil envolvido por pele. Esse tecido erétil forma três corpos cilíndricos, sendo dois corpos cavernosos do pênis e um corpo cavernoso da uretra, também chamado de corpo esponjoso. O tecido erétil possibilita a ereção, uma vez que se enche de sangue nesse momento. Na extremidade do pênis, observa-se uma dilatação, a qual constitui a glande. O interior do pênis é atravessado pela uretra, estrutura que permite a eliminação do sêmen e também da urina.

⇒ Saco escrotal: No saco escrotal ou bolsa escrotal, estão os testículos, os quais ficam suspensos na extremidade do cordão espermático. A localização dos testículos no saco escrotal é importante, pois garante que essas estruturas fiquem em um local com temperatura inferior àquela encontrada no restante do corpo. Normalmente, a temperatura no saco escrotal é cerca de 2 ºC abaixo da temperatura corporal.

Órgãos internos do sistema reprodutor masculino

Principais partes do sistema reprodutor masculino
Principais partes do sistema reprodutor masculino

Reconhecemos como órgãos internos pertencentes ao sistema reprodutor masculino: o testículo, o epidídimo, o ducto deferente, ducto ejaculatório e a uretra, além das glândulas acessórias. Essas glândulas são responsáveis por produzir secreções que, junto com os espermatozoides, formam o sêmen.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

⇒ Testículo: O testículo é a estrutura responsável por produzir o espermatozoide e a testosterona. Esse hormônio tem grande influência no desenvolvimento do corpo do homem, estando relacionado com a diferenciação sexual e o desenvolvimento de características sexuais secundárias, além, é claro, de seu papel na espermatogênese. A produção de espermatozoides ocorre nos túbulos seminíferos, e o hormônio é produzido nas células de Leydig.

⇒ Epidídimo: Estrutura altamente enovelada onde o espermatozoide adquire mobilidade e se torna móvel.

⇒ Ducto deferente e ducto ejaculatório: Os ductos deferentes partem de cada epidídimo e encontram o ducto da vesícula seminal, formando o ducto ejaculatório. Esses últimos se abrem na uretra.

⇒ Uretra: Canal que percorre o pênis e é comum ao sistema reprodutor e urinário.

⇒ Glândulas acessórias:

  • Vesículas seminais: Produzem uma secreção rica em substâncias importantes para o espermatozoide. Entre essas substâncias, destaca-se a frutose, que está relacionada com o fornecimento de energia aos espermatozoides. Cerca de 70% do sêmen é formado por secreção proveniente dessa glândula.

  • Próstata: A próstata produz secreção que é eliminada durante a ejaculação. O material secretado é espesso e leitoso e contém enzimas e nutrientes.

  • Glândulas bulbouretrais: Produzem uma secreção clara que atua como um lubrificante e também neutralizante, retirando qualquer resto de urina que possa ter ficado no canal urinário.


Aproveite para conferir as nossas videoaulas sobre o assunto:

Curtidas

0

Compartilhe: