Antibióticos

Você está aqui:
Os antibióticos são substâncias utilizadas no tratamento de doenças bacterianas. Podem ser classificados de diversas formas.

Os antibióticos são substâncias de origem natural ou sintética que atuam inibindo o crescimento ou causando a morte de microrganismos, sendo utilizados no tratamento de doenças causadas por bactérias.

Histórico

Em 1910, foi produzido o primeiro antibiótico sintético, denominado de salvarsan. Ele foi produzido por Paul Ehrlich e utilizado no tratamento de sífilis. Apenas em 1935, com a descoberta do mecanismo de ação de prontosil sobre Streptococcus por Gerhard Domagk, surgiu uma nova classe de antibióticos efetivos contra infecções sistêmicas, denominados de sulfas ou sulfonamidas, que passaram a ser utilizados a partir de 1940.

A penicilina, descoberta em 1928 por Alexander Fleming, tem origem natural, sendo produzida por um fungo ascomiceto do gênero Penicillium. Em 1943, a penicilina tornou-se o primeiro antibiótico de ampla utilização, pois apresentava um grande espectro de ação.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

No entanto, alguns anos depois já se observava a resistência de algumas bactérias a esse medicamento, fazendo com que surgisse a necessidade de uma busca constante de novos medicamentos contra esses microrganismos.

Leia também: Descoberta da penicilina

Mecanismo de ação dos antibióticos


Os antibióticos podem atuar inibindo o crescimento ou causando a morte das bactérias causadoras de determinada enfermidade.

Os antibióticos podem atuar inibindo o crescimento ou causando a morte das bactérias causadoras de determinada enfermidade. Cada tipo de antibiótico tem um mecanismo de ação, podendo agir inibindo a síntese de proteínas das bactérias (antibióticos do tipo aminoglicosídeos, estreptograminas, tetraciclinas, entre outros), inibindo a replicação do RNA (rifampicina), bloqueando a replicação e reparo do DNA (fluoroquinolonas e sulfonamidas), entre outros.

As bactérias podem ser classificadas de acordo com a composição de sua parede celular em gram-positivas e gram-negativas. As bactérias gram-positivas têm paredes simples com muito peptidoglicanos (moléculas constituídas por carboidratos e aminoácidos), já as gram-negativas apresentam paredes mais complexas, com menos peptidoglicanos e uma membrana externa de lipopolissacarídeos (moléculas tóxicas constituídas por duas camadas de carboidratos e uma camada de lipídio).

A identificação do tipo de bactéria que causa a doença é essencial para determinar o tipo de antibiótico que será utilizado. As bactérias gram-negativas, devido à resistente parede, acabam tendo uma maior resistência à ação do antibiótico, já as gram-positivas podem apresentar cepas resistentes a vários tipos de antibióticos.

Leia também: Classificação das bactérias

Resistência bacteriana


O uso indiscriminado de antibióticos contribui para o aumento da resistência bacteriana. Só use medicamentos com prescrição médica.

As bactérias são organismos que se reproduzem de forma rápida e podem trocar material genético com diferentes espécies de bactérias. Além disso, as bactérias também sofrem mutação, o que ocorre de forma natural. Diante disso, as bactérias podem originar descendentes que apresentam características que lhes conferem resistência a um determinado tipo de antibiótico.

Como elas se reproduzem de forma rápida, em pouco tempo podem ser originados milhares de indivíduos resistentes. Essas bactérias resistentes ficaram por muito tempo restritas a ambientes hospitalares, entretanto, atualmente elas estão circulando entre as comunidades. Isso se deve, principalmente, pelo uso inadequado de antibióticos.

Para saber mais sobre esse tópico, acesse: resistência bacteriana.

Administração do antibiótico

Como dito anteriormente, um dos principais fatores que contribuem para o surgimento de bactérias resistentes a determinados antibióticos, é o uso de forma inadequada e abusiva de antibióticos. Diante disso, algumas medidas foram tomadas em diversos países para combater o uso abusivo e inadequado desses medicamentos.

No Brasil, por exemplo, a venda de antibióticos só pode ser feita mediante apresentação de receita médica que fica retida no estabelecimento. Os responsáveis pela venda também deve alimentar um banco de dados com as informações contidas na receita como o tratamento, dados do médico e do paciente.

Leia também: Importância do uso correto dos antibióticos

Alguns cuidados devem ser tomados na administração do medicamento, como:

  • Armazenar de forma adequada.

  • Tomar o medicamento sempre nos horários e dosagens estabelecidos.

  • Seguir o tempo de tratamento estabelecido. É de extrema importância que não se encerre o tratamento com a melhora dos sintomas.

  • Não utilizar se a data de validade estiver expirada.

  • Jamais se automedicar.

Os antibióticos apresentam diversos mecanismos de ação, sendo um exemplo, a inibição da síntese de proteínas das bactérias.
Os antibióticos apresentam diversos mecanismos de ação, sendo um exemplo, a inibição da síntese de proteínas das bactérias.
Por Helivania Sardinha dos Santos

Curtidas

0

Compartilhe:
Artigos Relacionados