Amigdalite

Você está aqui:
A amigdalite é uma inflamação das amígdalas, causada principalmente por vírus e bactérias. A inflamação provoca dor de garganta e dificuldade para engolir.
Médico examinando a região do pescoço de uma criança, uma forma de diagnosticar a amigdalite.
Um dos sintomas da amigdalite é a dor de garganta intensa.

Amigdalite ou amidalite é uma inflamação das amígdalas que se destaca por provocar dor de garganta intensa e febre. A doença é causada, na maioria dos casos, por vírus ou bactérias, sendo as amigdalites virais as mais frequentes em lactentes, crianças pequenas e pré-escolares. O tratamento da amigdalite está diretamente relacionado com a causa da doença.

No caso das amigdalites virais, a infecção é tratada apenas com anti-inflamatórios e analgésicos, enquanto as amigdalites bacterianas devem ser tratadas com uso de antibiótico. O uso de antibiótico requer cuidados, sendo fundamental que o esquema de utilização proposto pelo médico seja seguido rigorosamente.

Leia também: Uso da máscara de proteção e sua eficácia

Resumo sobre amigdalite

  • Amigdalite é uma doença que afeta as amígdalas.

  • As amígdalas estão localizadas na parte oral da faringe e atuam na defesa do organismo.

  • Amigdalites são causadas, principalmente, por vírus ou bactérias, sendo importante identificar o agente causador para que se tenha sucesso no tratamento.

  • Febre de intensidade variável e dor de garganta são sintomas comuns em casos de amigdalite.

  • O diagnóstico da doença é geralmente clínico, sendo realizados exames apenas para a confirmação do agente causador.

O que é amigdalite?

Amigdalite ou amidalite é uma doença infecciosa que afeta as amígdalas e é causada, na maioria das vezes, por vírus ou bactérias. Em crianças, a amigdalite mais frequente é a causada por vírus, enquanto a causada por bactérias acomete, sobretudo, jovens e adultos.

As amígdalas, também conhecidas como tonsilas palatinas, são órgãos de tecido linfoide encontrados em número de dois na parte oral da faringe. As amígdalas possuem invaginações que formam criptas, as quais podem aparecer como pontos purulentos em casos de amigdalite. As amígdalas são importantes estruturas de defesa do nosso organismo, funcionando como uma barreira contra micro-organismos patogênicos que entram em nossa boca.

Transmissão da amigdalite

A amigdalite é comumente transmitida por gotículas expelidas ao tossir, espirrar ou mesmo através do beijo. Também pode ser transmitida por meio do compartilhamento de objetos, como garrafinhas de água, copos, colheres, garfos e escovas de dente.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Sintomas da amigdalite

Amigdalite é uma inflamação das amígdalas que desencadeia sintomas como:

  • amígdalas aumentadas e avermelhadas;

  • dor de garganta intensa;

  • febre de intensidade variável;

  • dificuldade para engolir;

  • mau hálito.

Em algumas pessoas, a inflamação pode também provocar dores no ouvido e inchaço nos gânglios do pescoço e da mandíbula. Nas amigdalites provocadas por bactérias, é possível perceber a presença de pontos purulentos nas amígdalas e uma camada amarelada na língua.

Vista de uma garganta com pontos purulentos nas amígdalas, um sintoma de amigdalite.
Pontos purulentos podem ser observados nas amígdalas.

O Ministério da Saúde adverte sobre a necessidade de procurar um médico quando:

  • os sintomas durarem mais de quatro dias sem sinal de melhora;

  • houver dificuldade para respirar;

  • a dor e a dificuldade de engolir impedirem de comer ou beber.

Diagnóstico da amigdalite

O diagnóstico da amigdalite é clínico, entretanto outros métodos diagnósticos podem ser utilizados para a confirmação do agente causador da doença. A cultura da orofaringe, por exemplo, é considerada o padrão ouro para a confirmação de qual bactéria está causando a inflamação. Entretanto, por se tratar de um exame demorado, pode retardar o uso da medicação adequada. Testes rápidos também podem ser realizados e auxiliar o médico na decisão a respeito do tratamento mais adequado para o caso.

Veja também: Qual a diferença entre gripe e resfriado?

Tratamento da amigdalite

O tratamento da amigdalite está diretamente relacionado com o agente causador da doença. Em caso de inflamação desencadeada por vírus, por exemplo, o tratamento se baseará apenas no uso de anti-inflamatórios e analgésicos. No caso de amigdalite causada por bactérias, por sua vez, há a necessidade da administração de antibióticos, os quais devem ser tomados rigorosamente, seguindo sempre os horários corretos e o tempo determinado pelo médico.

A retirada das amígdalas deve ser feita apenas em situações específicas, como nos casos em que o paciente apresenta várias inflamações durante o ano. É importante destacar que laringites e faringites podem continuar a ocorrer, portanto mesmo que a pessoa tenha retirado as amígdalas, dores de garganta ainda podem acontecer.

Por Vanessa Sardinha dos Santos

Curtidas

0

Compartilhe:
Artigos Relacionados