Aranha-armadeira

Você está aqui:
Aranha-armadeira é o nome dado a aranhas do gênero Phoneutria. São venenosas e podem causar acidentes fatais.
Aranha-armadeira na terra
Aranhas-armadeiras são aracnídeos pertencentes ao gênero Phoneutria.

Aranha-armadeira é um nome usado para algumas espécies de aranha que adquirem uma posição ameaçadora quando são encurraladas. Essas aranhas fazem parte do gênero Phoneutria e ocorrem na América Central e América do sul, sendo observadas em diferentes partes do nosso território.

No total, existem oito espécies delas, as quais apresentam algumas particularidades, como diferentes colorações. Em geral, são aranhas grandes que podem apresentar até 17 centímetros, contando com suas pernas, quando adultas. Trata-se de uma aranha venenosa, sendo fundamental procurar ajuda médica rapidamente em caso de acidente.

Leia mais: Aracnídeos — são artrópodes caracterizados pela presença de quatro pares de patas e ausência de antenas

Resumo sobre aranhas-armadeiras

  • Quando se sentem ameaçadas, elas erguem suas pernas dianteiras e deixam à mostra seus ferrões.

  • Fazem parte do gênero Phoneutria.

  • São animais noturnos e que costumam ficar escondidos em plantas, como bananeira, embaixo de troncos e entulhos e no interior de móveis e calçados.

  • Seu veneno é poderoso e pode ser até mesmo fatal.

  • Sua picada é dolorosa.

  • Em caso de acidente, é fundamental procurar ajuda médica.

  • O tratamento da picada inclui o uso de anestésico e soro antiaracnídico.

O que é a aranha-armadeira

Aranha-armadeira, também conhecida como aranha-de-bananeira, é o nome dado a oito espécies de aranhas do gênero Phoneutria. Elas apresentam em comum o fato de adotarem uma posição de ataque quando se sentem encurraladas. Nessas situações, essas aranhas erguem suas pernas dianteiras, apoiando-se sobre as traseiras. A posição deixa à mostra seus ferrões, os quais utiliza para injetar seu poderoso veneno.

As aranhas-armadeiras são animais noturnos e encontradas, geralmente, escondendo-se em plantas, como palmeiras, bromélias e bananeiras; sob entulhos, folhagens, troncos e materiais de construção; e até mesmo no interior de nossas casas. No ambiente residencial, elas podem ser observadas escondendo-se no interior de sapatos e móveis e em meio às roupas. Por se esconderem nessas regiões, picam, geralmente, as mãos e os pés dos seres humanos.

Essas aranhas são grandes, alcançando até 17 centímetros, contando com suas pernas, quando adultas. Sua coloração varia de uma espécie para outra, entretanto, costuma ir do cinza ao castanho-claro. Aranhas-armadeiras se alimentam de insetos e até mesmo de outras aranhas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Existem aranhas-armadeiras no Brasil?

As aranhas-armadeiras podem ser encontradas em nosso país, uma vez que ocorrem na América Central e América do Sul. No total, existem oito espécies, sendo Phoneutria nigriventer a mais estudada aqui. Ela é também a principal espécie responsável por acidentes na cidade de São Paulo.

Aranha-armadeira em posição de ataque
A aranha-armadeira, ao se sentir ameaçada, levanta as pernas dianteiras e expõe seus ferrões.

Veneno da aranha-armadeira

Aranhas-armadeiras são muito venenosas e se destacam por terem um veneno rico em diferentes peptídeos e proteínas, incluindo neurotoxinas. Uma pessoa, ao ser picada por uma aranha-armadeira, deve, portanto, procurar rapidamente ajuda médica, uma vez que o veneno pode ser fatal.

Em geral, pessoas picadas por aranha-armadeira relatam grande dor na região da picada. Pode ocorrer ainda:

  • vermelhidão na pele;

  • inchaço;

  • coceira;

  • queimação;

  • dormência;

  • sudorese no local da picada.

Em alguns pacientes, a picada pode provocar também:

  • aumento da pressão arterial;

  • hipotermia;

  • arritmia;

  • visão turva;

  • palidez;

  • taquicardia;

  • vômito;

  • respiração acelerada;

  • contração muscular involuntária.

Leia mais: Classificação dos artrópodes — os animais mais abundantes do planeta

Acidentes com aranha-armadeira

Picadas de aranhas-armadeiras ocorrem, com maior frequência, nas mãos e nos pés. Isso porque essas aranhas costumam ficar escondidas em locais escuros, como embaixo de troncos, entulhos, materiais de construções e até mesmo no interior de sapatos. Uma pessoa, ao manipular esses objetos ou calçar um sapato sem examiná-lo, poderá ser picada.

Como salientado, a aranha-armadeira possui um veneno poderoso que pode até mesmo matar. Sendo assim, em caso de acidente, é fundamental procurar ajuda médica o mais rápido possível. O tratamento baseia-se no uso de anestésicos, e, em algumas situações, é feita a administração do soro antiaracnídico, que neutralizará o veneno.

O soro antiaracnídico é produzido, no Brasil, pelo Instituto Butantan e não é usado apenas para aranha-armadeira mas também no tratamento do veneno de aranhas dos gêneros Loxosceles (aranha-marrom) e Phoneutria, bem como no do veneno de escorpiões do gênero Tityus.

  • Como evitar acidentes com aranhas-armadeiras

Acidentes com aranhas-armadeiras podem ser evitados com medidas simples de proteção. Veja, a seguir, algumas dicas importantes:

  • Mantenha sempre seu quintal limpo, evitando, por exemplo, o acúmulo de entulhos, folhas, material de construção e lixo.

  • Nunca coloque a mão embaixo de pedras e troncos e no interior de buracos.

  • Durante a jardinagem, utilize calçados e luvas.

  • Como as aranhas-armadeiras são animais noturnos, vedar soleiras de portas e janelas à noite pode evitar que esses animais entrem em sua casa.

  • Antes de vestir uma roupa ou calçar um sapato, examine-os para ver se não há aranhas ou outros animais escondidos. 

Por Vanessa Sardinha dos Santos

Curtidas

0

Compartilhe:
Artigos Relacionados