Gravidez ectópica

Você está aqui:
A gravidez tubária corresponde a cerca de 95% de todas as gravidezes ectópicas
A gravidez tubária corresponde a cerca de 95% de todas as gravidezes ectópicas

Curtidas

0

Comentários

0

por Vanessa

Compartilhe:
Por Vanessa Sardinha

A gravidez ectópica é caracterizada pela nidação (implantação) do óvulo fora da cavidade uterina. Há uma incidência de até 2% de gravidez ectópica em todas as gestações.

Tipos de gravidez ectópica

Os tipos de gravidez ectópica estão relacionados com os locais de implantação do óvulo fecundado. Veja:

  • Tubária: a nidação do óvulo ocorre nas tubas uterinas. Esse tipo de gestação não pode ser mantida devido ao alto risco de rompimento da tuba, ocasionando hemorragia grave, colocando assim em risco a vida da mãe. Esse tipo de gestação ocorre em cerca de 95% dos casos de gravidez ectópica;

  • Abdominal: a gravidez ectópica abdominal pode ocorrer de duas formas: por meio da nidação direta no peritôneo (primária) ou pela nidação nas tubas ou ovários seguida de aborto e reimplantação do saco gestacional no peritôneo. Em alguns casos, essa gravidez pode evoluir até a termo;

  • Ovariana: a implementação ocorre nos ovários;

  • Cervical: a implementação ocorre no canal cervical do útero.

Fatores de risco

Muitos fatores são considerados de risco para que ocorra uma gestação ectópica, como:

  • Mulheres cujas tubas uterinas já foram lesionadas por procedimentos médicos, pelo parto ou por infecções (principalmente por Chlamydia);

  • Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

    Gestação ectópica prévia;

  • Usuárias de dispositivo intrauterino (DIU);

  • Endometriose;

  • Antecedente de tabagismo, entre outros.

Sintomas

Os sintomas da gravidez ectópica geralmente surgem entre 6 e 8 semanas após o último ciclo menstrual. Entretanto, em alguns casos, podem ser assintomáticas ou os sintomas aparecerem mais tardiamente. Além dos sintomas associados à gravidez, podemos destacar como sintomas de gravidez ectópica, principalmente, a dor abdominal e sangramento vaginal irregular.

No caso de aparecimento desses sintomas, é essencial procurar um médico para avaliação.

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe: