Óvulos

Você está aqui:
O óvulo, célula grande e imóvel, é o gameta feminino dos animais
O óvulo, célula grande e imóvel, é o gameta feminino dos animais

Curtidas

0

Compartilhe:
Por Helivania Sardinha dos Santos

O óvulo, gameta feminino nos animais, é uma célula grande e imóvel. Ela origina-se por meio de um processo denominado de oogênese ou ovogênese, que se inicia ainda na fase embrionária.

Na espécie humana, as mulheres já nascem com uma célula germinativa (ovócito I) estagnada na prófase da primeira divisão meiótica (meiose I). Na puberdade, a meiose I é completada e forma um ovócito II e uma célula que se degenerará. Depois do término da segunda divisão meiótica (meiose II), o ovócito II forma o óvulo.

No entanto, em muitos animais mamíferos, o ovócito II, estagnado na metáfase da meiose II, é o que será lançado na tuba uterina e completará seu desenvolvimento após ser fecundado por um espermatozoide.

Para que o espermatozoide possa fecundar o óvulo (ou ovócito II), ele deve atravessar três camadas presentes nessa célula:

  • Corona radiata: camada de células presente durante o trajeto inicial na tuba uterina;

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • Zona pelúcida: camada de glicoproteínas, gelatinosa, que circunda o ovócito e o embrião até a camada uterina;

  • Membrana plasmática do óvulo (ou ovócito II): a ser atravessada por um espermatozoide, são iniciadas as modificações que impedirão a entrada de outros espermatozoides.

→ Óvulo nas plantas

Nas plantas com sementes, o gameta feminino não é o óvulo e, sim, a oosfera. O óvulo é uma estrutura que contém a oosfera, entre outras células. Uma dessas células sofre meiose e origina quatro novas células. Dessas células, três degeneram-se e uma germinará para formar o megásporo que, após um processo de multiplicação e transformação, dará origem a dois ou mais arquegônios. Os arquegônios são os órgãos produtores do gameta feminino, a oosfera, e estão presentes nos gametófitos. Depois da fecundação, o óvulo transforma-se em semente.

 

Aproveite para conferir nossa videoaula relacionada ao assunto:

Curtidas

0

Compartilhe: