Célula animal

Você está aqui:
A célula animal é eucariótica e constituída basicamente de membrana celular, citoplasma e núcleo. Possui semelhanças com a célula vegetal, mas diferem em importantes aspectos.

Todos os seres vivos são constituídos por células, que podem diferenciar-se de um grupo para outro. A célula animal é eucariótica, ou seja, possui um núcleo verdadeiro e um conjunto de membranas que aumenta a sua compartimentalização. Ela possui vários componentes semelhantes à vegetal, mas difere desta por possuir lisossomos, ausentes na vegetal, e não apresentar parede celular, plastos, glioxissomas e vacúolos de suco celular, presentes na vegetal. Grande parte das células vegetais não apresenta centríolos, que são encontrados apenas em células flageladas (gametas masculinos – anterozoides).

Membrana celular da célula animal

Externamente à célula animal, encontra-se a membrana celular, estrutura que delimita e protege a célula, controlando a entrada e saída de substâncias. Nela estão contidas proteínas que dão sustentação, fazem o transporte de substâncias e permitem a identificação de outras células e a conexão entre elas. Essas conexões são importantes porque as células semelhantes unem-se e formam estruturas que atuam como uma unidade funcional, denominada de tecido.

Citoplasma

No interior da célula, encontramos o citoplasma, constituído de material gelatinoso (citosol ou hialoplasma) e fibras de proteínas (citoesqueleto). O citoesqueleto é responsável por dar sustentação e manter a forma da célula. No citoplasma, estão inseridas diversas estruturas responsáveis pelo funcionamento da célula:

- Ribossomos: ao associar-se ao RNA mensageiro (RNAm), realiza a síntese de proteínas;

- Retículo endoplasmático liso (não granuloso): responsável pelo transporte de substâncias, síntese de lipídios, carboidratos e determinados hormônios, como a progesterona, e degradação de substâncias tóxicas;

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

- Retículo endoplasmático rugoso (granuloso): por apresentar ribossomos aderidos, é responsável pela síntese e armazenamento de proteínas;

- Sistema ou complexo golgiense (antes chamado de complexo de Golgi): ligado à secreção celular, síntese de polissacarídeos, secreção da lamela média (camada que une a primeira parede de uma célula vegetal à de uma célula vizinha) e formação do acrossomo (vesícula rica em enzimas presente na extremidade do espermatozoide) e dos lisossomos;

- Lisossomos: realizam a digestão intracelular e a autofagia (processo no qual utiliza suas enzimas para reciclar o material orgânico da própria célula);

- Peroxissomos: decompõem substâncias tóxicas para a célula;

- Mitocôndrias: responsáveis pela respiração celular, processo responsável pela obtenção de energia para as células realizarem trabalho;

- Centríolos: formam o citoesqueleto, atuam na divisão celular e formam cílios e flagelos;

- Vacúolos: existem vários tipos de vacúolos. Nos animais, eles estão ligados aos lisossomos e relacionados com a digestão intracelular .

Núcleo

As células animais também possuem um núcleo. No núcleo estão armazenadas todas as informações sobre função e estrutura das células. Assim, o núcleo é um centro de comando das atividades celulares.


Por Ma. Helivania Sardinha dos Santos

Ilustração da estrutura interna de uma célula animal
Ilustração da estrutura interna de uma célula animal
Por Helivania Sardinha dos Santos

Curtidas

0

Compartilhe:
Artigos Relacionados