Por que fazer o Enem?

Você está aqui:

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi criado, em 1998, pelo Ministério da Educação (MEC) para avaliar a qualidade do Ensino Médio no Brasil. Depois de fazer as provas, os participantes obtinham um certificado.

Em 2009, fazer o Enem passou a ter mais importância para os estudantes, pois, a partir desse ano, o MEC também permitiu que eles usassem as notas do exame para ingressar em instituições de Ensino Superior. Com isso, o Enem tornou-se a maior prova educacional do país.

Enem é o principal exame educacional do Brasil.
Enem é o principal exame educacional do Brasil.

Por que fazer o Enem?

O Enem não é um exame obrigatório. Sendo assim, quem o faz tem um objetivo específico: aproveitar as notas desse exame para entrar no Ensino Superior. Por isso, os estudantes dão tanto valor ao exame educacional, dedicando-se aos estudos não só para terminar o Ensino Médio, mas também para seguir rumo à universidade e, posteriormente, ao mercado de trabalho.

Ao ter as notas do Enem, as quais são liberadas no final de janeiro, o estudante pode inscrever-se em programas do Ministério da Educação (MEC). Confira mais detalhes.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Como usar notas do Enem

  • SiSU

O Sistema de Seleção Unificada (SiSU) oferece vagas em instituições de ensino públicas. Para participar, é necessário ter feito o Enem do ano anterior ao de ingresso e não zerar a redação. As notas mínimas exigidas variam conforme o curso de escolha.

Veja também: Entenda como funciona o SiSU

  • ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) disponibiliza bolsas de estudos em universidades particulares a candidatos que comprovem renda familiar específica. O estudante também precisa ter feito o Enem do ano anterior ao de ingresso, obter média de 450 pontos nas provas e não zerar a redação

Veja também: Saiba mais sobre o ProUni

  • Fies

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) oferta financiamentos em universidades particulares. Também é necessário comprovar renda. Já as notas do Enem podem ser das edições de 2010 a 2019, acima de 450 pontos e nota diferente de zero na redação.

  • Vestibulares específicos

Algumas instituições de ensino, além de oferecer vagas em vestibulares com provas tradicionais, também disponibilizam oportunidades em vestibulares nos quais os candidatos são avaliados pelas notas do Enem.

As notas mínimas exigidas variam conforme o curso de escolha do candidato. Por exemplo, se ele optar por uma carreira da área de biológicas, naturalmente a prova de Ciências da Natureza terá mais peso.

  • Estudar em Portugal

Com as notas do Enem, também é possível estudar em 50 universidades de Portugal. Cada instituição tem seu edital específico, o que significa que o prazo de inscrições, as notas mínimas, a quantidade de vagas, entre outras informações, podem variar.

Leia também: Veja como estudar em Portugal com as notas do Enem

  • E quem não terminou o Ensino Médio?

Os estudantes que fazem provas apenas para treinar e medir o conhecimento sobre o Ensino Médio são chamados de treineiros. Em geral, são alunos do 1º e 2º ano do Ensino Médio. Eles não podem participar dos programas do MEC para ingresso no Ensino Superior, mesmo se obtiverem pontuação elevada nas provas.

Como são as provas do Enem?

O Enem é aplicado a aproximadamente cinco milhões de estudantes todo final de ano, geralmente em novembro, em mais de 1,7 mil municípios brasileiros.

Em dois domingos consecutivos, os inscritos precisam fazer cinco provas sobre matérias do Ensino Médio. Em algumas situações, as questões podem ser interdisciplinares, ou seja, abordar duas disciplinas ao mesmo tempo, como biologia e química.

A primeira prova do Enem é uma redação dissertativo-argumentativa, na qual o estudante terá uma questão-problema que deve ser resolvida mediante uma proposta de intervenção.

No mesmo dia da redação, os inscritos também resolvem 45 questões objetivas de Linguagens e Códigos, que abrangem língua portuguesa, língua estrangeira e literatura, e 45 questões de Ciências Humanas, que contam com perguntas de história, geografia, filosofia e sociologia.

A prova de biologia é aplicada no segundo domingo do Enem, com química e física, e está ligada à área de conhecimento Ciências da Natureza. Também são 45 questões. Nesse mesmo dia, os estudantes respondem 45 questões de matemática.

Inscrições

Os interessados devem inscrever-se no Enem no mês de maio, pela internet. É cobrada taxa de R$ 85, mas quem estuda na rede pública pode solicitar isenção desse valor alguns dias antes de as inscrições serem abertas.

Crédito imagem

Asier Romero / Shutterstock

Por Silvia Tancredi

Curtidas

0

Compartilhe:
Artigos Relacionados