Sistema MN

Você está aqui:
O sistema MN é determinado por alelos codominantes para duas moléculas localizadas na superfície das hemácias. A análise do sistema MN pode ser utilizada em medicina legal.

Quando se fala em grupos sanguíneos logo vem à mente o sistema ABO, no entanto, em 1927, Landsteiner e Levine descobriram um novo sistema, o sistema MN. Diferentemente do sistema ABO que se trata de um caso de alelos múltiplos, o sistema MN apresenta um outro tipo de relação de dominância entre seus alelos, a codominância. Os alelos codominantes para as duas moléculas, M e N, estão localizados na superfície das hemácias e são representados da seguinte maneira: LM ou M - produz antígeno M - e LN ou N - produz antígeno N.

No sistema MN, indivíduos homozigotos para o alelo M possuem apenas moléculas M em suas hemácias; indivíduos homozigotos para o alelo N, apenas a molécula N e indivíduos heterozigotos para os alelos M e N possuem as duas moléculas em suas hemácias. Como os alelos implicados no processo são codominantes, há três genótipos e três fenótipos, como representado na tabela abaixo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Fenótipos e genótipos do sistema sanguíneo MN

Fenótipos

Genótipos

Grupo M

LM LM

Grupo N

LN LN

Grupo MN

LM LN


Lembre-se:

O fenótipo MN não é intermediário entre os fenótipos M e N! Indivíduos heterozigotos apresentam os dois fenótipos.

Curiosidades:

  • Em casos de transfusão sanguínea, a produção de anticorpos, caso uma pessoa receba um sangue com um tipo diferente do seu sistema MN, é baixa, não causando problemas de incompatibilidade;

  • O sistema MN é utilizado em medicina legal, como em casos de exclusão de paternidade.


Por Ma. Helivania Sardinha dos Santos

As moléculas MN estão localizadas na superfície das células vermelhas do sangue
As moléculas MN estão localizadas na superfície das células vermelhas do sangue
Por Helivania Sardinha dos Santos

Curtidas

0

Compartilhe:
Artigos Relacionados