Mineração

Você está aqui:
A mineração é uma das mais importantes atividades econômicas relacionadas ao desenvolvimento e ao progresso de uma sociedade. No entanto, provoca impactos no meio ambiente.

 A mineração representa uma das mais importantes atividades econômicas do mundo. Ela é essencial ao desenvolvimento e progresso de uma sociedade em seus muitos setores produtivos, visto que está associada à produção de itens indispensáveis ao cotidiano de todas as pessoas.

Mas, afinal, o que é mineração?

A mineração é uma atividade que consiste nos processos de pesquisa, exploração, extração e beneficiamento de minérios. Apesar de ser incontestavelmente necessária ao desenvolvimento socioeconômico de uma sociedade, é ainda uma atividade que representa riscos ao meio ambiente.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Tipos de mineração

Os tipos de mineração referem-se às técnicas utilizadas ao longo da extração do minério. Essas técnicas são chamadas de lavra, e as lavras são escolhidas segundo as características do local selecionado para realização da atividade mineradora, bem como a forma e a profundidade da jazida.

Existem diversos tipos de lavra, e em uma única área podem ser utilizadas mais de um tipo de método. Os dois principais tipos de lavra são:

Lavra a céu aberto: esse tipo de lavra consiste em extrair minério de depósitos que se encontram em menores profundidades, explorando-o até o seu esgotamento.

A lavra a céu aberto retira o minério próximo à superfície.
A lavra a céu aberto retira o minério próximo à superfície.

Lavra subterrânea: esse tipo de lavra consiste em extrair o minério de depósitos que se encontram em maiores profundidades, explorando-o por meio de sondas e serviços topográficos.

A lavra subterrânea retira o minério distante da superfície.
A lavra subterrânea retira o minério distante da superfície.

Processo de mineração

A mineração constitui um processo que envolve a pesquisa, exploração, extração, transporte, processamento, beneficiamento e comercialização do minério.

As etapas e suas respectivas fases do processo de mineração são, de acordo com o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM):

  1. Prospecção: refere-se às fases de estudos e reconhecimento geológico preliminares.

  2. Pesquisa mineral: refere-se às fases de exploração, delineamento e avaliação.

  3. Lavra: refere-se às fases do desenvolvimento do projeto e exploração.

  4. Descomissionamento de mina: refere-se às fases de desativação e fechamento da mina.

Mineração no Brasil

A mineração no Brasil remonta aos tempos coloniais, quando o ouro era cobiçado e buscado no interior do país. O Brasil é reconhecido por ser um dos principais produtores de minérios do mundo, produzindo aproximadamente 70 substâncias minerais, segundo o DNPM.

Os principais minérios explorados no país são o ferro, ouro, nióbio e alumínio. No ano de 2015, segundo o DNPM, o Brasil foi o principal produtor de nióbio do mundo, destacando-se por representar cerca de 97,3% da produção mundial.

De acordo com informações divulgadas pela Organização das Nações Unidas, o setor de mineração representa cerca de 200 mil empregos diretos no Brasil, correspondendo a 4% do Produto Interno Bruto do país.

Principais características da mineração brasileira

  • As principais reservas de minério estão localizadas nas regiões Sudeste (Minas Gerais e São Paulo), Norte (Pará, Rondônia e Amazonas) e Centro-Oeste (Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul).

  • Há no país mais de três mil minas (159 de grande porte).

  • Há no país mais de 8 mil mineradoras, segundo o Instituto Brasileiro de Mineração.

Indústrias de mineração no Brasil

O DNPM apresenta as principais mineradoras do país de acordo com o minério que produzem.

  • Alumínio: Produzido pela Mineração Rio do Norte S.A, Mineração Paragominas S. A e Alcoa World Alumina Brasil Ltda.

  • Cobre: Produzido pela Salobo Metais S.A, Vale S.A. e Mineração Maracá Industria e Comercio S.A.

  • Ferro: Produzido pela Vale S.A., Congonhas Minérios S.A. e Anglo American Minério de Ferro Brasil S.A.

  • Nióbio: Niobras Mineração Ltda, Companhia Mineradora do Pirocloro de Araxá e Mineração Taboca S.A.

  • Manganês: Vale S.A., Mineração Corumbaense Reunida S.A. e Mineração Buritirama S.A.

Leia também: Conheça mais sobre um dos biomas mais explorados pela mineração no Brasil

Mineração do ouro

A mineração do ouro muitas vezes forma um depósito de lama com concentração de substâncias capazes de contaminar o solo.
A mineração do ouro muitas vezes forma um depósito de lama com concentração de substâncias capazes de contaminar o solo.

A extração do ouro no Brasil remonta ao período colonial. Segundo o professor da Universidade de São Paulo, Nestor Goulart, a mineração do ouro no Brasil não começou em Minas Gerais, como se acreditou por muito tempo, mas sim em São Paulo.

Por meio de um levantamento, o professor constatou a existência de mais de 150 minas de ouro descobertas na região de São Paulo até a porção norte do estado de Santa Catarina. Atualmente a exploração do ouro ocorre especialmente nos estados de Minas Gerais, Pará e Goiás, alcançando, segundo o DPNM, cerca de 148 milhões de toneladas em sua produção no ano de 2016.

Exploração do ouro

Antigamente, a exploração do ouro era feita de maneira rudimentar, nos leitos dos rios e em meio às rochas. Com o avanço da tecnologia, houve inserção de novas técnicas de extração, aumentando a produtividade.

Para explorar o minério, é preciso levar em conta diversas características, como o aspecto geológico, como profundidade. Se o ouro encontra-se próximo à superfície, uma das técnicas utilizadas para sua exploração é a lavra a céu aberto. Se é encontrado distante da superfície, normalmente aplica-se a técnica de lavra subterrânea.

Basicamente, a mineração do ouro abrange estas etapas:

  • Estudos topográficos.

  • Extração do minério

  • Beneficiamento

  • Fase de concentração

  • Comercialização

Mineração e impactos ambientais

Apesar de ser uma atividade de extrema importância para um país, a mineração está associada a diversos problemas ambientais. Quando a atividade é realizada de maneira incorreta, com falhas de planejamento, execução e fiscalização, muitos impactos negativos são causados no meio ambiente.

Essa atividade é regulada no Brasil por meio do Código de Mineração e fiscalizada por órgãos como o Ministério do Meio Ambiente, Ministério de Minas e Energia, Instituto Brasileiro de Meio Ambiente Recursos Naturais Renováveis (Ibama), entre outros. Mas é válido ressaltar que a integridade da mina, assim como da região em que ela está é de responsabilidade da empresa, assim como sua recuperação ambiental.

Apesar da fiscalização, a mineração ainda desperta preocupação. De acordo com pesquisas do Centro de Tecnologia Mineral do Ministério da Ciência (Cetem), há no Brasil cerca de 105 territórios em 22 unidades federativas que vivenciam os impactos provocados pela mineração.

Acesse também: Problemas ambientais brasileiros

Segundo pesquisas do Cetem|2|, cerca de 105 territórios distribuídos em 22 estados brasileiros sofrem com os impactos da mineração, sendo confirmado que essa atividade provoca diversos problemas nas regiões onde são realizadas.

Os principais problemas provocados pela atividade mineradora são: a contaminação dos recursos hídricos por meio da formação de lama e dissolução de produtos químicos; modificação da paisagem por meio da retirada da cobertura vegetal e as alterações feitas especialmente com a lavra a céu aberto; perda de biodiversidade; poluição sonora, do ar e visual; favorecimento de processos erosivos e alteração geológica com a abertura de cavas.

Atualmente, dois grandes exemplos de impactos ambientais provocados pela mineração ocorreram no estado de Minas Gerais, nas cidades de Mariana, em 2015, e em Brumadinho, em 2019. Foram considerados crimes ambientais os rompimentos das barragens de rejeitos pertencentes à mineradora Vale S.A.

Esses rompimentos provocaram um enorme prejuízo não só ao meio ambiente, mas também à população residente na região. Dezenas de mortes foram registradas, muitas pessoas perderam suas casas, houve contaminação de recursos hídricos e do solo, além da perda da biodiversidade local.

  

A mineração é uma das mais importantes atividades econômicas do mundo e consiste na extração de minérios de depósitos subterrâneos.
A mineração é uma das mais importantes atividades econômicas do mundo e consiste na extração de minérios de depósitos subterrâneos.
Por Rafaela Sousa

Curtidas

0

Compartilhe:
Artigos Relacionados