Homeostase

Você está aqui:
Nosso corpo apresenta temperatura em torno de 37°C, garantindo, assim, o funcionamento adequado do organismo
Nosso corpo apresenta temperatura em torno de 37°C, garantindo, assim, o funcionamento adequado do organismo

Curtidas

0

Comentários

0

por Vanessa

Compartilhe:
Por Vanessa Sardinha

Homeostase é um termo formado pelos radicais gregos homeo e stais, que significam, respectivamente, “o mesmo” e “ficar”. Indica um estado de equilíbrio interno, que se mantém relativamente constante independente das alterações que ocorrem no meio externo. Como meio interno entende-se o líquido intersticial, ou seja, o líquido que circula em nossas células.


Manutenção do meio interno constante

O equilíbrio interno é conseguido graças a uma série de processos fisiológicos distintos que acontecem em nosso organismo de forma organizada. Os sistemas trabalham de maneira constante para conseguir, por exemplo, que no nosso corpo não se acumulem substâncias tóxicas e que nutrientes sejam levados a todas as partes do organismo.

Percebe-se, portanto, que todos os sistemas possuem uma pequena participação para garantir a homeostase. O sistema cardiovascular, por exemplo, garante que nutrientes obtidos pela alimentação (Sistema digestório) e oxigênio obtido pela respiração (Sistema respiratório) sejam disponibilizado para as células. Esses sistemas ainda atuam graças aos sistemas nervoso e endócrino, que garantem que as informações necessárias sejam levadas aos sistemas e que mensageiros químicos sejam secretados.

Leia também: Sistema endócrino

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Vale salientar que fatores externos influenciam o nosso organismo, porém, se todos os sistemas estiverem trabalhando adequadamente, nosso corpo manterá as condições de equilíbrio do meio interno de maneira praticamente constante e terá meios de reverter alterações. Vale salientar que, nos seres humanos, a homeostase é conseguida quando estamos, por exemplo, com nossa temperatura, pH do sangue e concentração de glicose dentro dos níveis normais.


Feedback negativo

O feedback negativo é o principal mecanismo para a manutenção da homeostase. Ele reduz uma alteração inicial, alterando a direção da mudança, e é o principal regulador dos nossos hormônios.

O pH do sangue e os níveis de glicose devem estar adequados para garantir a homeostase
O pH do sangue e os níveis de glicose devem estar adequados para garantir a homeostase

Como exemplo de feedback negativo podemos citar o controle dos níveis de açúcar em nosso sangue. Quando os níveis de açúcar sobem, logo após uma refeição, por exemplo, observamos gradualmente um aumento da liberação de insulina. Essa insulina garante uma diminuição dos níveis de açúcar no sangue, uma vez que esse hormônio garante a absorção de glicose pelos tecidos. Perceba que a alteração inicial era o aumento de glicose, situação essa que foi revertida graças ao mecanismo de feedback.

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe: