Ciclo do oxigênio

Você está aqui:

O ciclo do oxigênio é um ciclo biogeoquímico (processo pelo qual elementos em diferentes formas químicas passam do meio ambiente para os seres vivos e retornam ao ambiente) que envolve o elemento oxigênio. Esse ciclo apresenta importantes processos, como a fotossíntese e a respiração.

O oxigênio é um dos elementos mais abundantes do planeta, constituindo cerca de 21% da atmosfera. Por ser muito reagente, ele influencia diversos outros ciclos biogeoquímicos, como o ciclo do carbono. Apresentaremos aqui como ocorre o ciclo do oxigênio, bem como a importância e a origem desse elemento químico.

O oxigênio é um elemento de extrema importância. Ele está presente na camada de ozônio e é essencial para a existência da vida na Terra.
O oxigênio é um elemento de extrema importância. Ele está presente na camada de ozônio e é essencial para a existência da vida na Terra.

Como ocorre o ciclo do oxigênio

O ciclo do oxigênio permite que o oxigênio circule entre o meio ambiente e os seres vivos. A principal forma de produção de oxigênio é a fotossíntese. Os organismos fotossintetizantes assimilam o gás carbônico para a produção de matéria orgânica e liberam o oxigênio, em sua forma gasosa (O2), no ambiente como um dos produtos desse processo. O oxigênio, presente nas moléculas orgânicas produzidas, é transferido aos demais organismos por meio das cadeias alimentares.

No ciclo do oxigênio, o oxigênio é produzido por meio da fotossíntese e consumido pelo processo de respiração.
No ciclo do oxigênio, o oxigênio é produzido por meio da fotossíntese e consumido pelo processo de respiração.

O oxigênio gasoso da atmosfera (O2) é utilizado por alguns organismos no processo de respiração celular, um processo aeróbio de produção de energia. Nesse processo, o oxigênio liga-se a átomos de hidrogênio, formando água (H20). Parte dessa água é utilizada em reações metabólicas e volta ao ambiente por intermédio dos processos de respiração e decomposição. Outra parte é eliminada pela transpiração e excreção. No final da respiração, também se elimina CO2 (dióxido de carbono). É por essa razão que os ciclos do oxigênio e do carbono estão interligados.

Leia também: Mitocôndria, a organela responsável pela respiração celular

Origem do oxigênio

O oxigênio na Terra teve origem a partir da sua produção por organismos que conseguiam utilizar a energia proveniente da radiação solar para produzir açúcares, a partir de água e gás carbônico.

Esses organismos, cianobactérias, produziam o oxigênio, o qual reagia com íons de ferro presentes na água, formando óxidos de ferro. Apenas quando a produção de oxigênio superou a capacidade de oxidação do ferro, ele passou a se acumular na atmosfera.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

As cianobactérias mais antigas datam de cerca de 3,5 bilhões de anos, no entanto, o acúmulo de oxigênio na atmosfera, o que levou a uma grande transformação na atmosfera e permitiu que a vida se desenvolvesse como a conhecemos hoje, data de cerca de 2 bilhões de anos.

Acesse também: Origem da vida: veja as teorias que tentam explicar esse fato

O oxigênio e a camada de ozônio

O oxigênio faz parte da constituição da camada de ozônio, uma camada gasosa que protege a Terra retendo parte dos raios ultravioleta emitidos pelo Sol e protegendo os organismos contra seus efeitos nocivos. Na estratosfera, parte do gás oxigênio (O2) é transformada em ozônio (O3) pela ação de alguns comprimentos de onda (menores que 200 nm) de raios ultravioleta. Uma reação contrária transforma o ozônio em oxigênio, também por meio da ação de raios ultravioleta, de comprimentos diferentes (entre 200 e 300 nm), o que mantém um equilíbrio na camada.

No entanto, alguns gases lançados na atmosfera, como os clorofluorcarbonos (CFCs), reagem com essa camada, transformando o ozônio em oxigênio, destruindo-a. A destruição da camada de ozônio permite a passagem dos raios ultravioleta, o que pode afetar diversos organismos.

Diante disso, em 1987, foi assinado o Protocolo de Montreal, que impunha algumas obrigações para que a produção e consumo de produtos que destruíam a camada de ozônio fossem reduzidos, até sua eliminação. Os países industrializados já reduziram essas emissões em 97%. Alguns estudos mostram que a destruição da camada de ozônio está contida, não apresentando expansão no buraco presente na camada.

A camada de ozônio atua como uma barreira, retendo parte dos raios ultravioleta, que são prejudiciais aos seres vivos.
A camada de ozônio atua como uma barreira, retendo parte dos raios ultravioleta, que são prejudiciais aos seres vivos.

Resumo do ciclo do oxigênio

  • O oxigênio é um dos elementos mais abundantes do planeta. Na atmosfera, ele pode ser encontrado na forma de oxigênio gasoso (O2), ozônio (O3) e dióxido de carbono (CO2);
  • O oxigênio começou a se acumular na atmosfera há cerca de 2 bilhões de anos;
  • O oxigênio está presente na constituição da camada de ozônio e participa de importantes processos, como a fotossíntese, respiração, decomposição e combustão;
  • O ciclo do oxigênio envolve alguns processos. A sua liberação no ambiente ocorre principalmente por meio da fotossíntese e sua assimilação pelos organismos ocorre pela respiração.

Por Helivania Sardinha dos Santos

Curtidas

0

Compartilhe:
Artigos Relacionados