Brócolis

Você está aqui:
O brócolis pertence à família Brassicaceae, é originário do Mediterrâneo e é um alimento rico em nutrientes.
O brócolis pertence à família Brassicaceae, é originário do Mediterrâneo e é um alimento rico em nutrientes.

Curtidas

0

Compartilhe:
Por Helivania Sardinha dos Santos

O brócolis (Brassica oleracea var. italica) pertence à família Brassicaceae (Cruciferaceae). Originária do Mediterrâneo, essa hortaliça foi introduzida na Europa no século XVIII. Também fazem parte dessa família a couve-flor, a couve-de-folhas, o repolho, além de algumas espécies distintas, como o rabanete, o nabo, a mostarda, entre outras.

Tipos de brócolis

Podemos encontrar dois tipos de brócolis:

  • Brócolis tipo “cabeça”: apresenta uma inflorescência central, compacta, de cor verde-escura e granulação fina. Esse tipo de brócolis pode apresentar botões com coloração superior arroxeada.

  • Brócolis tipo “ramoso”: apresenta inflorescências laterais, também de coloração verde-escura. Os botões desse tipo de brócolis podem ser indicativos da qualidade do produto para o consumo. Os botões fechados indicam que estão bons para o consumo, e os botões abertos e com coloração amarela ou branca indicam que sua qualidade não é a mais ideal.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Importância nutricional e benefícios do brócolis

O brócolis é uma hortaliça cujo consumo tem sido crescente. Isso se deve ao fato de não só o brócolis, mas as brássicas em geral, apresentarem alto teor nutritivo. Esses vegetais são ricos em diversos nutrientes, como vitaminas como A, C e K – e sais mineraiscomo o selênio.

Os brócolis apresentam diversos benefícios para o organismo, pois, além dos nutrientes citados anteriormente, são também ricos em fibras e apresentam propriedades antivirais e anticancerígenas. Acredita-se que as suas propriedades anticancerígenas estejam ligadas à presença de glicosinatos.

Leia também: Dicas para ter uma alimentação saudável

Importância econômica das brássicas

Como dito anteriormente, o consumo de brócolis apresentou um significativo aumento nos últimos anos, em virtude de valor nutritivo e do consumo em diversos tipos de culinária. Embora tenha aumentado, esse consumo no Brasil ainda não é tão alto como em outros países.

O brócolis tem diversas vantagens comerciais. É uma planta anual, embora a sua produtividade seja maior em climas mais amenos, além de apresentar também um melhor aspecto. A planta inteira é comercializada, pois seu consumo ocorre praticamente por completo. As partes mais consumidas são os pedúnculos e botões, no entanto, seu talo e folhas também podem ser consumidos.

Brócolis de inverno e de verão

Embora a maior produtividade ocorra em climas amenos, existem cultivares (espécies melhoradas pelo homem) adaptados a localidades de climas mais quentes, são os chamados brócolis de verão. Já os brócolis de inverno apresentam sua produtividade prejudicada em regiões onde a temperatura é mais elevada. No entanto, atualmente, existem os cultivares híbridos, que podem ser cultivados em diversas localidades. Entretanto, recomenda-se evitar a colheita sob temperaturas muito elevadas.

Acesse também: O que são alimentos orgânicos?

Pragas e doenças das brássicas

As lagartas, assim como os pulgões, são uma das principais pragas do brócolis e de outras brássicas.
As lagartas, assim como os pulgões, são uma das principais pragas do brócolis e de outras brássicas.

No Brasil, podemos destacar entre as pragas mais comuns que atacam não só os brócolis, mas também outras brássicas, as lagartas-das-folhas, pulgões, mosca-branca, cupins e besouros. Essas pragas podem causar diversos problemas, como a deformação das folhas, devido à sucção da seiva pelos insetos sugadores; problemas no desenvolvimento da planta, devido à falta dos nutrientes que foram retirados; destruição das folhas pelas lagarta-das-folhas, entre outros.

Dentre as pragas que atacam as brássicas, podemos destacar como uma das mais prejudiciais a traça-das-crucíferas - Plutella xylostella (L.). Essa praga é responsável por grandes perdas em cultivos comerciais.

Vale dizer também que diversas doenças afligem as brássicas. Entre essas doenças, estão viroses, como o vírus-do-mosaico-do-nabo, que causa doenças em diversas espécies, como o nabo e couve. Os sintomas apresentados variam entre as espécies, mas podemos citar entre eles a distorção foliar e clareamento de folhas e mosaicos. Essas viroses são transmitidas por pulgões que adquirem os vírus após picarem as plantas doentes. Ao picarem plantas sadias, podem transmitir os vírus a essas plantas.

A hérnia das crucíferas é uma doença causada pela espécie Plasmodiophora brassicae Woronin, um parasita de plantas. Essa doença causa grandes prejuízos, pois embora possa atacar as mais diversas espécies de brássicas, podem destruir totalmente as plantações de brócolis, couve-flor e repolho. Essa espécie ataca as raízes da planta e, entre os sintomas da doença, estão o aparecimento de galhas e deficiência nutricional.

Curtidas

0

Compartilhe: